Institucional

1970 - Luiz Roberto de Carvalho, fundador da URBS IMOBILIÁRIA, pertencia à Receita Corretora de Valores de Goiânia. Seu trabalho era atrair investidores em Goiás para a compra de títulos, ações e outros produtos do mercado de capitais. Até que recebeu o convite de um amigo, Antônio Fábio Ribeiro, na época diretor da Encol, para vender outro tipo de investimento: o imóvel.

1975 - Goiânia, nesta época, estava iniciando seu processo de verticalização, relembra o empresário, e havia grande demanda por prédios. “A cidade tinha apenas 41 edifícios e, morar nas alturas era o glamour da época”, relembra somente duas empresas atuavam neste mercado na capital, a Provale e a Encol.

1976 - Em 14 de janeiro, Luiz Roberto de Carvalho inicia carreira solo com a abertura da URBS Imobiliária no Edifício Parthenon Center, juntamente a outros dois sócios. O nome URBS foi escolhido para representar a capital, que estava se transformando um uma charmosa e moderna metrópole.

1977 - Em apenas um ano, a empresa já representava 58 incorporadoras, empresas que antes operavam em outras áreas da engenharia e foram estimuladas pela URBS a atuarem também na construção de prédios.

1978 - URBS chega a 518 corretores e dobra sua estrutura. Muda-se para uma sede maior, na Rua 7, no Centro. A empresa passou também a operar na área de desenvolvimento de loteamentos.

1979 - Por dia, cerca de 38 propagandas de lançamentos eram veiculadas com a assinatura da URBS como imobiliária. Nos jornais impressos, já se contou 60 anúncios com o nome da empresa, em um único dia.

1980 - Inicia o período de hiperinflação no Brasil. Nos dois primeiros anos da década de 1980, os índices chegariam a 100%, e a 1770% no final da década. Na URBS, momento é marcado pelo desligamento dos sócios. Luiz Roberto de Carvalho passa a ser o único proprietário, interrompe a área de lançamentos e dá início a uma nova fase da história da empresa, provando sua própria capacidade de resiliência.
1983 - A valorização da história de cada cliente que batia a porta da URBS, assim como o esforço para atender suas necessidades, foi a ênfase da empresa, que provava sua capacidade de resiliência, em um período de vacas magras. Este pilar garantiu a consolidação na venda de imóveis usados, que estava diretamente ligado à capacidade do profissional fazer um atendimento vocacionado e ético.

1986 - Em 14 de janeiro, URBS chega aos 10 anos de história.

1986 - No cenário nacional, o presidente José Sarney decretava o fechamento do Banco Nacional de Habitação (BNH), importante órgão de financiamento e subsídio à habitação dos brasileiros nos anos de 1970. O fim do fomento público atrapalhou o acesso à casa própria, mas não freou o processo de verticalização de Goiânia, que continuava a crescer para cima e para os lados. O setor imobiliário passaria a desenvolver o autoparcelamento para atender aos consumidores.

1986 - Enquanto isso, a URBS inaugura nova sede, em prédio próprio, no Setor Sul. Passa a operar com administração de imóveis e contratação de seguros residenciais. A locação revelava-se como um termômetro do mercado imobiliário, já que crescia sua contratação na medida em que aumentavam as dificuldades para aquisição da casa própria.

1988 - O brasileiro mostra que não perde a capacidade de esperançar e, entre seus maiores sonhos, está o de conquistar a casa própria. A URBS atinge a comercialização de 8.000 lotes. Para as classes mais populares, esse era o caminho para chegar ao imóvel, que seria erguido aos poucos, na medida em que os recursos fossem providos..

1990 - URBS atravessa a década negra com um crescimento lento, porém contínuo, propício para o contexto econômico. Mas enfrentaria, como todo brasileiro, as turbulências decorrentes do confisco às poupanças pelo Governo Collor, em 1992. O aluguel pago pelos inquilinos não "amanheceu” na conta corrente da empresa para serem repassados aos proprietários.

1992 - A segunda geração chega à URBS. José Humberto, filho de Luiz Roberto, começa a trabalhar na empresa, ainda adolescente. A partir de tarefas básicas, que incluíam a instalação das placas nos imóveis, aprendia com o pai a lógica e o funcionamento de uma empresa imobiliária.

1994 - Plano Real é implantado pela equipe econômica do governo federal, que traria a estabilidade da moeda para os brasileiros.




1995 - Surge o primeiro condomínio horizontal em Aparecida de Goiânia, o Jardins Viena, que se tornou um marco na capital goiana para quem apreciava viver em casas térreas com segurança. O conceito, ao longo dos anos seguintes, seria replicado em novos residenciais de luxo e, também, popularizado em lançamentos voltados à classe econômica.

1996 - Em 14 de janeiro, URBS chega aos 20 anos de história

1997 - Governo Federal regulamenta o Sistema Financeiro Imobiliário (SFI), que permite a captação de recursos no mercado, e a alienação fiduciária, instrumento de segurança jurídica nos contratos em caso de inadimplência. As medidas visavam preparar o País para um novo cenário imobiliário.
1998 - Angelina Carvalho, filha mais velha de Luiz Roberto de Carvalho, assume a direção de locação da URBS, imprimindo ritmo e modernidade à empresa.

2000 - Goiânia atinge a marca de um milhão de habitantes e a capital experimenta grande expansão urbana. Criada a região metropolitana, com 20 municípios, e uma população superior a 1,6 milhões. A cidade é ponto de atração de estudantes e referência de serviços no Estado.

2004 - Bancos foram obrigados pelo Conselho Monetário Nacional a investir parte dos depósitos da poupança em financiamento habitacional, aumentando significativamente o crédito imobiliário no País. Também é sancionada, Lei Federal 10.931. Ela instituiu o patrimônio de afetação, que consiste na adoção de uma contabilidade para cada empreendimento, separada das operações da incorporada/construtora, o que confere segurança aos adquirentes quanto à destinação dos recursos aplicados na obra.

2006 - Em 14 de janeiro, URBS chega aos 30 anos de história.


2008 - URBS retoma sua atuação no mercado de lançamentos, sob a coordenação de José Humberto de Carvalho.

2009 - Lançado o Programa Minha Casa Minha Vida, pelo governo federal, para proporcionar a aquisição da casa própria pela população, com subsídios e taxas de juros menores. Medida favorece a entrada das incorporadoras no segmento econômico e novos projetos passam a ser desenvolvidos para esta parcela da população.



2010 - URBS é uma das empresas mais lembradas pelo consumidor goiano, segundo a pesquisa POP List, promovida pelo Jornal O Popular.

2010 - Para ganhar mais força no mercado de vendas, nasce a URBS-RT Lançamentos Imobiliários. A nova empresa configurou-se pela sociedade da segunda geração da empresa, José Humberto e Angelina Carvalho, com Ricardo Teixeira, executivo do setor imobiliário com mais de 20 anos experiência em planejamento e desenvolvimento de produtos em diferentes estados como Rio de Janeiro, São Paulo e Minas Gerais. Em 8 de agosto.

2011 - URBS inaugura unidade focada no atendimento de imóveis econômicos.

2011 - Graças ao crédito imobiliário, Goiânia vive o boom imobiliário, um momento de pico de lançamentos e vendas de imóveis. Segundo a Associação das Empresas do Mercado Imobiliário de Goiás (Ademi-GO), só neste ano foram comercializados 14.158 unidades. O crescimento foi de 11 vezes em 10 anos. Em 2000, esse número era 1200.

2011 - A empresa desenvolve projeto “Tô Podendo” para levar informações e orientação ao consumidor da classe econômica de como organizar as finanças pessoais para conseguir o financiamento da casa própria, cujos juros chegaram a 6% para as menores faixas de renda. Foi o menor índice da história do País.
2011 - Nasce a URBS-RT Private, braço do grupo para venda de imóveis prontos e usados, um segmento que estava crescendo com o boom imobiliário. Medida atende a planejamento estratégico de segmentação e especialização do atendimento.


2012 - Fundador da URBS, Luiz Roberto de Carvalho, mantém sua atuação focada no desenvolvimento de loteamento no interior de Goiás e no atendimento a locações de grandes imóveis.

2012 - Para conduzir o projeto da URBS-RT Private, a corporação dá as boas vindas a Leandro Chaer, que passa a integrar seu quadro societário.

2012 - URBS-RT está presente em 18 bairros da região metropolitana e inicia sua expansão para vendas de lançamentos no interior, começando por Catalão, importante centro industrial de Goiás que registrava um crescimento populacional de 30% entre 2000 e 2010, segundo o IBGE. A cidade havia ganhado 20 bairros.

2012 - URBS se associa à Rede Avançada de Locação (RAL), de abrangência nacional, e à Rede Imobiliária de Goiânia, de abrangência local. Tratam-se de importantes organizações corporativas que favorecem o compartilhamento de informações, o networking, os relacionamentos e o crescimento mútuo.

2012 - URBS-RT recebe o título de Imobiliária do Ano durante a entrega do Prêmio Top Imobiliário, a mais importante premiação do setor imobiliário no Centro-Oeste, entregue pelo Sindicato da Habitação de Goiás (Secovi-GO). A menção honrosa é decorrente de votação espontânea dos próprios players do setor, sendo um reconhecimento imensurável à empresa que registrou um crescimento notável desde seu retorno ao setor de lançamentos.

2013 - O boom imobiliário passou, mas em Goiânia o mercado permanece aquecido e valorizado acima da média nacional. A capital consagra-se, no cenário nacional, como um polo atrativo de desenvolvimento e empregos, graças a seu bom momento econômico, cujo PIB é maior do que a média nacional. Também é considerada uma das cidades mais verdes com grande qualidade de vida, graças a seus parques e árvores.

2013 - URBS-RT Lançamentos Imobiliários inaugura mais uma unidade no Setor Marista O prédio com 872 metros quadrados foi construído com capacidade para abrigar mais de 300 corretores de imóveis e com toda estrutura necessária para o dia a dia das operações imobiliárias.
2013 - A URBS Imobiliária acentua investimentos de convergência tecnológica para área de locação, que resultaram na diminuição de custos e ganho em agilidade no processo de locação. As mudanças incluíram a implantação da vistoria digital e do QR Code nas chaves dos imóveis - para que o locatário acesse informações pela internet, além do envio de boletos e de documentos por email. A empresa transforma a RAL num centro de informações para transformação de procedimentos internos e crescimento da empresa de locação.

2013 - Graças a suas estratégias, a URBS Imobiliária alcançou em 2013 o segundo maior ticket médio de locação do País, com R$ 2.496,77 segundo dados da Rede Avançada de Locação (RAL), integrada por grandes imobiliárias de 14 capitais brasileiras, que concentram o maior desenvolvimento do País. O valor médio de locação na URBS Imobiliária ficou acima de capitais como São Paulo, onde o valor foi de R$ 2.486,35, perdendo apenas para o Rio Grande do Sul, R$ 2.541.

2013 - Bicampeã. Pela segunda vez consecutiva, URBS-RT Lançamentos Imobiliários é eleita como Imobiliária do Ano durante o Prêmio Top Imobiliário. Empresa também levou mais dois troféus por suas boas práticas.

2014 - URBS-RT Private registra um crescimento nas vendas de imóveis prontos ou usados na ordem de R$ 286% em Valor Geral de Vendas (VGV), número alavancado especialmente por produtos de alto padrão. O crescimento quantitativo e qualitativo comprova a eficiência da marca para a comercialização de imóveis de alto valor e grande complexibilidade na operação.

2014 - No segmento econômico, URBS-RT assessora empresas na conceituação de residenciais que explodiram em vendas. A exemplo do Reserva do Bosque, condomínio fechado com casas prontas em Senador Canedo, modalidade que rompeu paradigmas e teve grande aceitação pelos moradores da cidade, outrora acostumados a contar apenas com loteamentos abertos para autoconstrução.

2014 - Tricampeã. URBS é considerada pela terceira vez consecutiva a “Imobiliária do Ano” pelo Top Imobiliário, maior premiação do setor no Centro-Oeste. Grupo leva mais dois troféus na revelação dos vencedores.

2015 - Rumo aos 40 anos, URBS continua sendo uma das empresas mais lembradas pelo consumidor, assim como um dos melhores locais para se trabalhar do setor de imóveis. A URBS-RT está presente nos principais lançamentos de Goiânia, contribuindo para os resultados positivos que fazem a cidade se destacar nacionalmente no mercado imobiliário.




2015 - Goiânia chega aos 82 anos com vertiginoso crescimento populacional, mesmo sendo uma jovem senhora. Muitas transformações devem acontecer na capital goiana, prevê o diretor da URBS-RT, Ricardo Texeira, que prepara a empresa para atender as novas necessidades urbanas que estão surgindo. Segundo estudo do City Mayors, centro de estudos internacionais dedicados a temas urbanos, Goiânia é 101ª cidade do mundo e a 5ª do Brasil que mais deve crescer até 2020 e se tornará uma supercidade.

Para você